Linux Grátis

Há algum tempo, conversando com alguns profissionais de TI mais focados na plataforma Microsoft, falei sobre algumas compilações de Linux que são pagas e, como era de se esperar, o espanto foi grande.

Como assim? Linux não é sempre grátis?

Não! O Linux é Open Source, mas algumas compilações são pagas.

“O termo “código aberto” foi popularizado pela Open Source Initiative (OSI) e se difere de um software livre por não respeitar as quatro liberdades essenciais definidas pela Free Software Foundation (FSF), que são também compartilhadas pelo projeto Debian. Qualquer licença de software livre é também uma licença de código aberto (Open Source), mas o contrário não é necessariamente verdade.” (Wikipedia)

Há vários anos, algumas compilações/versões do Linux passaram a ser pagas, e bem pagas, como a Red Hat Enterprise Linux que, dependendo da configuração do ambiente, o custo assemelha-se ao do Microsoft Windows.

Como tudo que é pago acaba gerando a pirataria, existem alguns ambientes que rodam o RHEL pirateados, principalmente em ambientes de estudos, mas também existem ambientes corporativos de produção.

Mas é errado piratear para aprender? No meu ponto de vista, para aprender, não, mas para ambientes produtivos É SIM!. Na minha visão, a Microsoft conseguiu criar uma das maiores bases de SO no mundo, graças à pirataria do consumidor individual, pois se você possui um Windows no seu computador pessoal, vai querer, também, no seu computador corporativo. A microsoft minimizou essa prática, de ter o seu SO pirateado em dois momentos: quando criou as versões OEM, que vêm préinstalados em computadores novos, com um custo bem baixo e, em um segundo momento, quando lançou o Windows 10 grátis.

Para diminuir este tipo de conduta e fortalecer a disseminação de seu sistema operacional, a Red Hat, desde o 2º semestre de 2017, lançou o programa “Red Hat Enterprise Linux Developer Subscription“, que permite aos inscritos utilizar vários de seus produtos para fins de aprendizado e desenvolvimento, como pode ser visto neste link.

Existem outras opções de RHEL grátis? Mais ou menos! O que existem são distribuições grátis, baseadas no código do Red Hat Enterprise Linux, como o CentOS, ou o Oracle Linux, que cobra apenas pelo suporte, caso você decida contratar.

 

Os links para essas versões são os seguintes:

Red Hat Enterprise Linux para desenvolvedores:

CentOS para qualquer tipo de ambiente:

Oracle Linux, também para qualquer tipo de ambiente, mas sem o suporte da Oracle:

Para dúvidas sobre os custos com o suporte do Oracle Linux:

Espero ter ajudado a todos com este post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *